"Equipa 100% portuguesa" descobre molécula que pode retardar progressão da doença de Parkinson

Ontem às 16:03

Uma equipa de investigadores portugueses conseguiu identificar uma forma de combater a neuroinflamação associada à doença de Parkinson. Cláudia Santos, investigadora responsável, explica em que consiste a descoberta e os passos seguintes, afirmando que, apesar de a doença não ter cura, vai permitir tornar mais lento o processo degenerativo.

Ciência

Mais Ciência

Mais Vistos

Patrocinados