Entrevista exclusiva ao ministro da Saúde ucraniano: "Quem foge não consegue pensar em visitar um hospital"

29 mai, 15:45

O ministro da Saúde ucraniano admite que a situação na linha de combate está muito complicada e acusa a Rússia de não permitir a criação de corredores humanitários para fornecer ajuda médica aos territórios ocupados.

Numa entrevista exclusiva feita pela correspondente médica da CNN Portugal, Ana Sofia Baptista, Viktor Liashko estima que a Ucrânia vai precisar de quase mil milhões de euros para reconstruir as infraestruturas médicas no país.

Europa

Mais Europa

Patrocinados