Em Azovstal, continua a retirada de civis que têm vivido debaixo da terra

7 mai, 13:33

Cerca de 500 pessoas já foram retiradas da Azovstal, em Mariupol, onde têm vivido condições sub-humanas. Um grupo de 50 pessoas, entre crianças, mulheres e idosos, chegou, nas últimas horas, à cidade de Bezimenne, controlada pela Rússia.

Europa

Mais Europa

Patrocinados