Eleições estão em aberto mas "há muitas razões para uma certa fadiga de António Costa"

16 jan, 23:21

Segundo Paulo Portas," esta eleição é de adesão ou de rejeição": "Se for de adesão, talvez António costa prossiga e a palavra chave é continuidade,  se for de rejeição, Rui Rio tem uma chance".

Mas Portas tem" um pressentimento" de que "há muitas razões dispersas, fragmentadas - mas, todas somadas, perigosas - à esquerda, centro e direita para uma certa fadiga e um certo cansaço de António Costa que podem levar a um voto de rejeição".

"Veremos o que o futuro nos reserva mas até agora acho que a eleição está em aberto e acho que António Costa já esteve mais perto de ter a certeza que fica no cargo e Rui Rio já esteve mais longe de poder ser primeiro ministro."

Decisão 22

Mais Decisão 22

Patrocinados