"É um grito de alerta e uma atitude de defesa". Médicos de Obstetrícia pedem escusa de responsabilidade nas urgências

3 ago, 09:03

Médicos internos de Ginecologia e Obstetrícia de todo o país entregaram escusa de responsabilidade quando as escalas de urgência não estiverem de acordo com o regulamento, apontando que as medidas aprovadas até agora pelo Governo são insuficientes.

O presidente do Sindicato Independente dos Médicos, Jorge Roque da Cunha, considera que este foi "um grito de alerta" por parte dos profissionais de saúde.

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados