“Desfecho chocante, trágico e cujas circunstâncias têm de ser apuradas”. África do Sul tem de explicar o que se passou

13 mai, 10:37

O diretor executivo da TVI/CNN Portugal, Pedro Santos Guerreiro, destaca que, neste momento, já não estamos a falar de um megaprocesso que envolve um antigo banqueiro, mas sim de uma tragédia com um “desfecho chocante e cujas circunstâncias têm de ser apuradas”.

Santos Guerreiro considera que o caso BPP foi o menos grave de todos os escândalos económico-financeiros registados em Portugal: “É quase uma brincadeira de crianças ao lado do que foi o caso Espírito Santo”. Mas, lembra, “a justiça foi ridicularizada por João Rendeiro” ao não acautelar um eventual perigo de fuga.

“Foi o único banqueiro até hoje que foi investigado, julgado e condenado”, lembra Pedro Santos Guerreiro.

João Rendeiro foi condenado em três processos em Portugal e tinha à sua espera cerca de 15 anos de prisão.

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados