Depois de Vilnius "temos uma Nato mais coesa e mais preparada para para fazer face à Rússia"

16 jul, 10:05

A Suécia vai entrar na Nato e na cimeira de Vilnius, além de a Ucrânica ficar com "uma perspetiva de adesão", "ficou reiterado o apoio dos elementos da Aliança Atlântica à pretensão da Ucrânia de conquistar o seu território às tropas russas, através do fornecimento de armas", explica a especialista em assuntos internacionais Sónia Séncia.  Ou seja, neste momento, conclui, "temos uma Nato mais coesa e mais preparada para para fazer face à Rússia".

Comentadores

Mais Comentadores

Mais Vistos

Patrocinados