Decisão do TIJ mostra que investida em Rafah "leva a consequências humanitárias desastrosas"

24 mai, 17:19

Francisco Pereira Coutinho, especialista em direito internacional, explica que estas medidas provisórias aplicadas a Israel "poderão ter uma consequência específica", uma vez que a investida em Rafah "leva a consequências humanitárias desastrosas". Para o comentador, esta é "uma decisão muitíssimo relevante", sobretudo pelo consenso que houve no Tribunal Internacional da Justiça.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Mais Vistos

Patrocinados