"Datatoalha" - O sistema de sondagens informais no Brasil

Jornalista CNN Portugal
29 jul, 10:10

Vendedores ambulantes no Brasil imitam as sondagens sobre o candidato que poderá vencer as eleições no país, no próximo mês de outubro.

Através da venda de toalhas com o rosto dos candidatos, estes comerciantes fazem uma espécie de contagem de votos. Chamam-lhe "Datatoalha".

Face aos resultados que vão sendo divulgados sobre as sondagens, e com o ato eleitoral a realizar-se apenas em outubro, Jair Bolsonaro atacou as urnas eletrónicas na última semana, dia 18 de julho. O presidente do Brasil afirmou que o sistema eleitoral do país não é confiável, por não ser possível de ser auditado.
 

Por outro lado, Arthur Lira, Presidente da Câmara dos Deputados afirmou confiar no sistema eleitoral e nas instituições do Brasil.

Os analistas consideram que a postura de Bolsonaro faz parte de uma estratégia para deslegitimar uma eventual derrota nas urnas e colocar em causa o processo eleitoral. Uma narrativa parecida com a de Donald Trump, que plantou as sementes para o fatídico ataque ao Capitólio.
Na reunião Hemisférica dos Ministros da Defesa realizada em Brasília, o Secretário de Defesa dos Estados Unidos afirmou que o seu homólogo brasileiro garantiu que as eleições no Brasil, vão ser realizadas em segurança.

O Brasil adotou o sistema de urnas eletrónicas há mais de 20 anos. A votação realiza-se no dia 2 de outubro.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados