Daria e Olena não se conhecem. Uma fugiu da Ucrânia para ter acesso a insulina, a outra tenta ajudar os diabéticos que ainda lá estão

Jornalista desde 2013, debruçando-se sobre as áreas da Política, Economia e Cultura. Passou pelas redações do Negócios, RTP e Açoriano Oriental. É formado em Ciências da Comunicação e Curadoria de Arte.
19 mar, 13:40

De várias cidades ucranianas chegam relatos de falta de insulina. Sem ela, milhares de diabéticos não podem viver. Reduzem-se as doses, na esperança de que seja possível aguentar mais um pouco sem um bem essencial. Daria Oryshchuk não conseguiu esperar mais, fugiu para Portugal com a filha nos braços. Mas há os que ficam. E para esses, Olena Paliievska espera que a sua ajuda, por muito pequena que seja, faça a diferença.

Europa

Mais Europa

Patrocinados