Da Albânia para Espanha, rumo ao norte de Portugal. Um objetivo: assaltar moradias de luxo

Jornalista da editoria de Sociedade. Acompanha as áreas de Justiça e Administração Interna.
30 ago, 14:23

O Ministério Público acusou dois homens pelos crimes de associação criminosa, furto qualificado e falsificação de documentos. Os três suspeitos, com cerca de 40 anos, escolhiam as casas entre o anoitecer e as dez da noite e avançavam para o assalto se a habitação não tivesse qualquer sinal de pessoas no interior. Durante cinco meses conseguiram meio milhão de euros em joias, relógios e dinheiro em dezenas de assaltos. Os detidos estão a aguardar o processo em prisão preventiva.

País

Mais País

Patrocinados