Crise nas urgências: “Estão a aparecer situações mais complicadas de resolver”

8 dez 2022, 08:23

Jorge Roque da Cunha, do Sindicato Independente dos Médicos, vê com “muita preocupação” a solução encontrada pelo Governo para responder à pressão nas urgências, com recurso a uma maior coordenação com os centros de saúde. “Há uma questão estrutural que precisa de uma resposta”, insiste o responsável. Segundo Jorge Roque da Cunha, “estão a aparecer situações mais complicadas de resolver” nas urgências.

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados