Crise nas urgências: bastonário dos Médicos propõe plano de contingência para uma semana e explica porquê

2 ago, 12:24

A crise nas urgências de Ginecologia e Obstetrícia vai prolongar-se durante o mês de agosto, uma vez que as escalas ainda não estão todas preenchidas. Isto foi admitido segunda-feira pelo secretário de Estado e Adjunto da Saúde. O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, considera que o plano de contingência deveria ser programado para uma semana, de forma a perceber-se "o que está a acontecer nas várias maternidades, e em função disso dizer 'durante esta semana, de 1 a 7 de agosto, as maternidades encerradas são A, B e C'", e reforçar as restantes com mais obstetras

Governo

Mais Governo

Patrocinados