Crimes de guerra: foi assim que o soldado russo Vadim Shishimarin ouviu a sentença de prisão perpétua

23 mai, 20:37

O primeiro soldado russo julgado por crimes de guerra na Ucrânia foi condenado a prisão perpétua. O jovem de 21 anos foi considerado culpado por ter matado um civil desarmado. O advogado de defesa já disse que vai recorrer da sentença.

Europa

Mais Europa

Patrocinados