"Cortam-lhes o pescoço e deixam-nos a sangrar até à morte". O massacre a golfinhos nas Ilhas Faroé

10 mai, 23:39

Samuel Rostøl, voluntário da Norwegian Sea Shepherd, explicou este ritual em entrevista exclusiva à CNN Portugal.

Aconteceu mais um massacre de golfinhos nas ilhas Faroé. Esta foi a primeira caçada de 2022, aconteceu na praia de Torshavn no passado sábado, e culminou com a morte de 61 golfinhos.

Este ritual, chamado "grind", repete-se todos os anos e segundo as autoridades locais não é ilegal.

No ano passado, as Ilhas Faroé, levaram a cabo a maior caçada das últimas décadas e só num dia foram 1400 golfinhos.

Europa

Mais Europa

Patrocinados