"Com certeza que sou homofóbico. Há muita coisa que só se resolve com violência". Docente da Universidade de Aveiro admite preconceito e ameaça reitoria

1 jul, 15:40

Um docente da Universidade de Aveiro está a ser acusado de racismo e homofobia, e de incitar à violência com comentários discriminatórios nas redes sociais. À TVI/CNN Portugal, o professor defende que as suas opiniões são estritamente pessoais e não interferem com a atividade profissional, mas o ambiente entre a comunidade estudantil é de revolta contra o que dizem ser inaceitável e até legalmente censurável. 

País

Mais País

Patrocinados