CNN Portugal falou em exclusivo com Juan Guaidó

23 nov, 00:10

Cristina Reyna, enviada-especial da CNN Portugal a Caracas, acompanhou as eleições na Venezuela e entrevistou, em exclusivo, o opositor ao regime de Nicolás Maduro.

Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino da Venezuela, e que tem o apoio de vários países, como os Estados Unidos, quis especificar que tipo de instrumento é este de legitimação de partidos que não são oposição mas que estão dentro deste quadro de pluralidade que Nicolás Maduro quer mostrar ao mundo.

"Vejamos primeiro a Venezuela, que usa as siglas e as cores de um partido usurpado em primeira instância, que um ditador lhes outorgou sem reservas. Os dirigentes desse partido São José Brito e Luis Parra. Foram alvo de sanções da Europa e dos EUA, por terem recebido dinheiro de subornos de Alex Saab, atualmente detido nos EUA por lavagem de dinheiro destinado a comida, que compraram com preço infeccionado e desviaram de pessoas que passavam fome na Venezuela. Essas duas pessoas que referi são o retrato da suposta oposição da ditadura. No fundo, não fazem oposição. Procuram branquear, de certa forma, a ditadura", explicou Guaidó.

O partido do governo saiu vitorioso das eleições regionais e municipais de domingo, vencendo em 20 dos 23 estados do país.

 

Mundo

Mais Mundo