“Chegamos a um ponto em que praticamente não temos alternativa”. A análise de Manuela Niza à guerra energética

2 jul, 23:23

A comentadora da CNN Portugal considera que “se a Rússia corta o abastecimento de gás”, a Europa terá uma “situação muitíssimo grave” no inverno. Manuela Niza reconhece “um certo cansaço de uma guerra para a qual não se vê fim” mas insiste na solidariedade europeia. Com as ameaças russas de cortar o fornecimento de combustíveis fósseis, o carvão e a energia nuclear estão a ganhar novo protagonismo. “Chegamos a um ponto em que praticamente não temos alternativa”, afirmou.

Europa

Mais Europa

Patrocinados