Cazaquistão: "Legado autocrático não dava grande margem de manobra para protestos acontecerem"

6 jan, 19:37

Sónia Sénica, especialista em Relações Internacionais, afirma que a onda de protestos no Cazaquistão gerada pelo aumento do preço dos combustíveis apanhou o mundo "de surpresa", porque se tratava de "uma autocracia mais ou menos estável"

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados