Cabaz de bens essenciais já ultrapassa os 200 euros. Só a pescada aumentou mais de 70%

3 set, 20:20

Ir ao supermercado pode ser um verdadeiro ato de gestão, com as famílias a racionar a compra de alguns bens essenciais. Segundo a DECO, em fevereiro, um cabaz de produtos básicos custava 183,63 euros. Agora, o mesmo cabaz, com os mesmos produtos custa 206,39 euros, mais 22 euros. Mas a situação torna-se mais custosa para as famílias numerosas, com as compras a ultrapassar os 300 euros.

Alguns bens essenciais já quase duplicaram de preço em pouco mais de seis meses. E há exemplos que pesam e muito na carteira: só a pescada fresca aumentou mais 70%. A carne de frango, peru e porco aumentou quase 30%.

Para segunda-feira está previsto o anúncio do pacote contra a inflação desenhado pelo governo.

Economia

Mais Economia

Patrocinados