Burlas no SEF: Ministério Público investiga agendamentos vendidos na internet

Jornalista da editoria de Sociedade. Acompanha as áreas de Justiça e Administração Interna.
11 nov, 00:05

O SEF abriu inquéritos internos para apurar o negócio de pessoas que vendem lugares na fila para atendimento. O caso está também a ser investigado pelo Ministério Público. 

País

Mais País

Patrocinados