As palavras do comandante do batalhão Azov: "Sabemos os riscos que estamos a correr"

17 mai, 08:35

Antes de ser conhecida a retirada de feridos ucranianos da Azovstal, o comandante do regimento do batalhão Azov que defende a fábrica garantia que ia tomar todas as decisões que permitissem salvar vidas.

Sem falar em rendição, Denys Prokopenko sublinhou que os soldados sabem que estão a correr riscos. 
 

Europa

Mais Europa

Patrocinados