"As crianças que aqui viviam tinham direito a um futuro". Orfanato em Mariupol reduzido a escombros

2 abr, 13:18

A cidade portuária de Mariupol tem sido uma das mais fustigadas pela invasão russa, com os habitantes a resistirem a cada dia que passa debaixo de bombardeamentos e ataques russos, sem acesso a água e a comida. 

Nas últimas 24 horas, mais de 3.000 pessoas conseguiram fugir de Mariupol em autocarros e viaturas particulares, com destino a Zaporizhzhia. Ali, enfrentam um futuro incerto, com orientações contraditórias e sem saber para onde ir.

Europa

Mais Europa

Patrocinados