António Costa diz desconhecer relações contratuais de Miguel Alves com a Câmara de Lisboa depois de 2009

14 nov, 22:23

É a reação de António Costa à notícia avançada este domingo pela TVI/CNN Portugal. Logo após ter saído da Câmara, que foi liderada pelo atual primeiro-ministro até 2015, Miguel Alves, recentemente demitido do cargo de secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, assinou três ajustes diretos de mais de 80 mil euros com a autarquia.

Ao que a TVI/CNN Portugal apurou, Miguel Alves trabalhou em outsourcing como assessor da então vereadora e antiga ministra, Graça Fonseca. Tentámos contactá-la mas a ex-ministra nunca atendeu.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados