Ameaça de guerra nuclear "já foi usada tantas vezes que começa a perder eficácia"

Jornalista da Editoria de Internacional
25 jan, 11:08

Esta semana, desbloqueou-se o impasse em torno da Alemanha e do envio de Leopard 2. Em paralelo, também os Estados Unidos ponderam enviar os seus próprios carros de combate Abrams à Ucrânia. Poderá a Rússia retaliar?

O jornalista Rolando Santos considera que a ameaça de uma guerra nuclear "já foi usada tantas vezes que começa a perder eficácia", o que incentiva os países ocidentais a intensificarem, aos poucos, o apoio militar à Ucrânia. 

O comentador debruça-se ainda sobre o papel dos Estados Unidos na decisão da Alemanha (que teve como principal objetivo "tirar aos alemães qualquer pretexto para não enviar" os Leopard 2) e as demissões em série que marcaram esta terça-feira ("é fundamental haver uma limpeza periódica para mostrar que corrupção não passa impune"). 

Comentadores

Mais Comentadores

Mais Vistos

Patrocinados