"Agente da PSP tem o dever de agir. Não agindo, cometeria um crime"

22 mar, 16:53

Em entrevista à CNN Portugal sobre o caso do agente da PSP que foi morto no sábado, o comissário Bruno Ferreira explicou que a lei confere deveres reforçados aos polícias de Portugal, pelo que "merecem uma dignidade e uma compensação diferenciada". O comissário diz ainda que foram os mesmos "deveres reforçados" que fizeram com que o agente tivesse decidido agir. "Não agindo cometeria um crime".

País

Mais País

Patrocinados