"A vida de um agente da PSP não deve ser considerada inferior à de um inspetor da PJ". SPP explica porque recusou assinar acordo com MAI

9 jul, 18:14

O Sindicato dos Profissionais da Polícia (SPP) recusou assinar o acordo proposto pelo Governo que prevê um aumento salarial de 300 euros. A organização sindical defende que a vida de um agente da PSP não deve ser considerada inferior à de um inspetor da Polícia Judiciária. Em resposta, o sindicato decidiu não apenas rejeitar a proposta, mas também planear conversas com os partidos políticos e considerar o retorno aos protestos nas ruas, numa tentativa de pressionar por uma valorização mais justa da carreira policial.

Governo

Mais Governo

Patrocinados