"A Ucrânia só não está irremediavelmente perdida porque estão a chegar as armas de defesa antiaérea" 

7 nov, 11:01

O major-general Isidro Pereira diz a Rússia vai continuar a atacar as centrais elétricas, de purificação de água e de gás, porque pode e porque sabe que não haverá reciprocidade da Ucrânia.

"Quer os Estados Unidos quer a Nato, quer a UE, têm feito tudo para que este conflito se mantenha dentro das fronteiras da Ucrânia. Por isso é que nenhum país do dito Ocidente alargado forneceu à Ucrânia capacidade para atingir alvos na Rússia continental. Nunca foram fornecidos nem aviação da quarta e da quinta geração nem mísseis de longo alcance e a Rússia tirou partido disto."

Europa

Mais Europa

Patrocinados