"A situação teria sido diferente se a grávida tivesse ficado? provavelmente não". As explicações do Hospital de Santa Maria

30 ago, 20:36

Esta terça-feira o Hospital de Santa Maria esclareceu que a morte da grávida "foi inesperada" e que o desfecho poderia ter sido igual se a mulher não tivesse sido transferida.

Segundo os responsáveis, nada fazia prever que se desse uma paragem cardiorrespiratória na paciente. A mulher, depois de estabilizada e com um diagnóstico de pré-eclâmpsia, acabou por morrer na transferência de ambulância para o São Francisco Xavier. O bebé sobreviveu.

Na conferência de imprensa, o diretor do serviço de neonatologia admitiu que o Santa Maria tem períodos de picos com frequência. 

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados