“A Rússia tem de perder devagar, por apodrecimento”

1 nov, 11:38

O jornalista Rolando Santos analisa a situação da guerra na Ucrânia, nomeadamente a presença “normal” da Agência Internacional de Energia Atómica da ONU depois das acusações russas do uso de “bombas sujas”.  

Além disso, comenta que as constantes ameaças nucleares por parte da Rússia, deixando “tudo na incerteza é a grande jogada do Kremlin”, evidenciando que temos de assumir que não são um “bluff”.  

No que diz respeito à situação concreta na guerra, afirma que os “dois lados jogam com o tempo”. “Só o tempo poderá dizer quem ganhará”, salientando que o Ocidente também começa a acusar cansaço. Contudo, elogia a posição cautelosa de Joe Biden, ainda que esteja a deixar os ucranianos chateados.

Segundo o jornalista, a Rússia “tem de perder sim, mas devagar, por apodrecimento”, de forma a evitar uma situação catastrófica.

Europa

Mais Europa

Patrocinados