"A Rússia quer dar uma imagem pública de que quer a paz: está preocupada com a sua imagem interna e entre os países aliados"

8 jan, 09:55

O cessar-fogo anunciado pelo Kremlin terminou este domingo, após 36 horas de bombardeamentos e acusações mútuas. 

José Palmeira, professor de Relações Internacionais da Universidade do Minho, analisa a provável intenção da Federação Russa ao anunciar estas tréguas temporárias: uma imagem pública mais positiva, tanto a nível interno como entre os aliados. 

No entanto, ambas as partes parecem longe de chegar a um acordo. O lado ucraniano vai receber novos blindados de países ocidentais, enquanto a Rússia prepara um possível recrutamento de mais militares.

Europa

Mais Europa

Patrocinados