A roubar supermercados e a pedir esmola: como a homicida Fernanda Baltazar sobreviveu em Cabo Verde (onde é vista como "mentirosa" e "perturbada")

1 out, 20:57

A portuguesa que estava em fuga há um ano, depois de ter sido condenada a uma pena de 17 anos de cadeia pelo homícidio do noivo com gelo seco, sobreviveu na ilha da Praia a roubar supermercados e a pedir esmolas nas ruas.

Fernanda Baltazar está agora detida na maior prisão de Cabo Verde depois de ter sido capturada na semana passada. Está presa numa cadeia com mais de 1000 reclusos, onde há relatos de poucas condições. E é a única portuguesa entre as 20 mulheres que aí se encontram detidas.

Mas apesar da falta de condições desta prisão cabo-verdiana, a homicida recusa ser extraditada. A enviada especial Daniela Rodrigues explica os motivos para esta decisão.

País

Mais País

Patrocinados