"A persistência no erro não é sinal de coerência". Netanyahu "está refém" de permanecer no poder

12 mai, 18:22

Intensificam-se as posições no Médio Oriente, com os Estados Unidos da América a criticarem cada vez mais as ações do Governo de Israel, que está a atacar a cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza.

José Filipe Pinto, especialista em Relações Internacionais, acredita que o executivo israelita continua a persistir no erro porque o primeiro-ministro quer manter-se no poder.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Mais Vistos

Patrocinados