"A melhor opção para a Ucrânia será pôr em prática uma ação retardadora" em Severodonetsk

12 jun, 15:53

Numa altura em que as investidas da Rússia aumentam, o general Isidro Morais Pereira defende que as tropas ucranianas têm de “trocar o espaço pelo tempo”, para conseguir uma maior margem até que os materiais prometidos pelo Ocidente cheguem.

“Sabendo da enorme desproporção de meios, seja artilharia ou militares”, o general diz que importa “reconhecer que a resistência ucraniana tem sido extraordinária”, mas que isso poderá, na verdade, não ser suficiente.

“Se nada se alterar nos próximos dias, a melhor opção para as forças ucranianas será pôr em prática uma ação retardadora, uma operação retrógrada” em Severodonetsk, isto é, que venham reforçar as posições fortificadas de Lysychansk, que à partida têm até mais domínio sobre o rio, e dão condições melhores para se efetuar uma defesa com eficácia.

Europa

Mais Europa

Patrocinados