"Nunca visto": Israel identifica casos de covid-19 que combinam Ómicron com a BA.2

16 mar, 11:48
Israel

Ministério da Saúde de Israel garante que a estirpe agora identificada em duas pessoas "ainda não foi vista no mundo"

O Ministério da Saúde de Israel anunciou, esta quarta-feira, que foram identificados dois casos de covid-19 que combinam a variante original Ómicron com a sua linhagem BA.2, que foi considerada "de preocupação" pela Organização Mundial de Saúde.

Segundo a imprensa israelita, os dois casos foram detetados após testes à covid-19 realizados a passageiros no aeroporto de Tel Aviv. 

"Esta variante ainda não foi vista no mundo", informa um comunicado das autoridades de saúde de Israel, citado pelo Times of Israel

Segundo a mesma fonte, as duas pessoas infetadas com esta combinação têm sintomas leves, nomeadamente febre, dores de cabeça e dores musculares, e não necessitaram de cuidados especiais de saúde. 

Os infetados serão um casal, na casa dos 30 anos, que foi contagiado pelo filho bebé.

Recorde-se que a linhagem BA.2 da variante Ómicron do SARS-Cov-2 é considerada mais transmissível. A variante Ómicron engloba várias linhagens identificadas pelo prefixo "BA", entre as quais a BA.1 e a BA.2, que descendem da mesma linhagem ancestral (B.1.1.529) e apresentam um “excesso” de mutações na proteína spike.

Recentemente, a OMS avançou que estudos preliminares sugerem que a BA.2 seja mais transmissível do que a BA.1, mas a organização salientou que os dados do "mundo real" sobre a gravidade clínica na África do Sul, Reino Unido e Dinamarca, onde a imunidade da vacinação e de infeção natural é alta, indicam que “não houve diferença relatada na gravidade entre BA.2 e BA.1”.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados