Pescador morre após ser resgatado com vida em Valença

Agência Lusa , AG
31 out, 19:32
Polícia Marítima

Causas da morte ainda estão por apurar

Um homem que se encontrava a praticar pesca lúdica junto à margem do rio Minho, no cais de São Pedro da Torre, em Valença, acabou por morrer apesar ter sido resgatado com vida, foi divulgado esta segunda-feira.

Em declarações à agência Lusa, o capitão do porto e comandante da Polícia Marítima (PM) de Caminha, Pedro Santos Jorge explicou que o homem foi resgatado com vida, por um outro pescador que se encontrava nas imediações e, o trouxe para a margem do rio Minho”.

Já em terra, o homem foi socorrido pelo INEM, submetido a manobras de suporte básico de vida, mas não resistiu, tendo o óbito sido declarado no local, pelo médico do INEM”.

O capitão Pedro Santos Jorge disse que as causas da morte estão ainda por apurar, bem como as circunstâncias do acidente que ocorreu cerca das 16:00.

“Com a maré um pouco mais baixa terá tentado entrar no rio e, eventualmente, terá sido arrastado. Se foi arrastado, ter-se-á desequilibrado e terá caído. O outro pescador apercebeu-se do que estava a acontecer e, foi buscar o homem, e trazendo-o para terra”, especificou.

Contactada pela Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo adiantou que o homem tinha cerca de 60 anos de idade.

Ao local compareceram 14 operacionais e seis viaturas da PM de Caminha, entre elas, dois veículos e uma embarcação dos Bombeiros Voluntários de Valença, a ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) e a Viatura de Emergência Médica (VMER) estacionada no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

País

Mais País

Patrocinados