Covid-19: vacinas para as crianças chegam a Portugal a 20 de dezembro

24 nov, 20:32

São cerca de 300 mil doses. A revelação foi feita pelo secretário regional da saúde

PUB

A vacina pediátrica contra a covid-19 ainda não foi aprovada pelo regulador europeu, a Agência Europeia do Medicamento, a decisão deve ser anunciada esta quinta-feira, mas Portugal já comprou cerca de 300 mil doses, revelou, nesta quarta-feira, o secretário regional da Saúde da Madeira.

Pedro Ramos adiantou, ainda, que as primeiras doses chegam já a 20 de dezembro.

PUB

Fruto da reunião que tive hoje com o coronel Penha [coordenador da vacinação contra a covid-19], e ontem [terça-feira] com o gabinete do secretário de Estado Adjunto e da Saúde [Lacerda Sales], a primeira remessa de vacinas para Portugal para vacinar crianças dos 5 aos 11 anos chegará a 20 de dezembro e serão cerca de 300 mil doses", afirmou o governante, durante um balanço da situação epidemiológica na região, adiantando, ainda, que "a Madeira será contemplada com 7.500 doses".

Além destas 300 mil doses, o Infarmed, a autoridade portuguesa do medicamento, "está a desencadear esforços para que, durante o mês de dezembro, mais remessas possam vir para Portugal", indicou, ainda, Pedro Ramos.

PUB
PUB
PUB

O secretário regional da saúde explicou, também, que as vacinas para as crianças são diferentes e que vão ser administradas com um intervalo de três semanas.

O excipiente é diferente e são cerca de dez doses por cada frasco. Vão ser administradas duas doses, com um intervalo de 21 dias, segundo a informação que obtivemos após contacto com a Pfizer Portugal", disse.

Hoje, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, qualificou o grupo etário dos zero aos nove anos como "vulnerável", por ser aquele que "apresenta a maior incidência de casos no país".

"Transmitem entre elas [crianças] e também transmitem a outras pessoas vulneráveis", observou.

No entanto, Graça Freitas reiterou que a prioridade é vacinar os mais velhos e mais frágeis. 

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19