A mãe deles foi morta em Uvalde, depois o pai morreu de ataque cardíaco. Agora, as pessoas estão a doar milhões para a família

CNN , Zoe Sottile
5 jun, 10:26
Irma Garcia e Joe
Garcia

Uma angariação de fundos online para os filhos de Irma Garcia, uma professora morta no tiroteio na escola de Uvalde, no Texas, e de Joe Garcia, o marido, que morreu de ataque cardíaco dias depois, já angariou mais de 2,8 milhões de dólares.

"A Irma era esposa, mãe de quatro filhos, prima, irmã e filha, tia e uma pessoa maravilhosa. Faria literalmente qualquer coisa por qualquer pessoa… sem fazer perguntas,” escreveu Debra Austin, a prima, na campanha do GoFundMe que criou. "Adorava os seus alunos e morreu a tentar protegê-los.”

O objetivo inicial da campanha era 10 mil dólares. "Cem por cento dos fundos irão reverter para as várias despesas da família Garcia," afirmou Austin.

Até este domingo, tinham sido feitos 50.800 donativos perfazendo um total de 2.824.340 dólares.

John Martinez, o sobrinho de Irma Garciat, também começou um GoFundMe para a família do casal falecido que angariou mais de 500 mil dólares e que foi mais tarde adicionado à angariação de Austin.

Garcia trabalhava como professora há 23 anos, segundo a sua biografia na página da escola. Foi morta juntamente com a colega Eva Mireles, e 19 crianças, por um atirador de 18 anos. Foi o tiroteio escolar mais mortífero nos EUA em quase dez anos.

O marido Joe morreu dois dias mais tarde de um ataque cardíaco fatal, que a família do casal atribuiu a um "coração partido".

O casal namorava desde o liceu, disse Martinez na angariação de fundos.

"Acredito verdadeiramente que o Joe morreu de coração partido e perder o amor da sua vida depois de mais de 25 anos juntos foi demasiado para ele,” escreveu Austin, numa atualização na angariação de fundos depois da morte de Joe.

Deixaram quatro filhos, segundo a biografia de Irma Garcia, na página da escola: Cristian, Jose, Lyliana e Alysandra.

Os filhos estiveram na missa na igreja do Sagrado Coração, em Uvalde, na quinta-feira à noite, segundo a WFAA, afiliada da CNN.

"Eram pessoas que iam à igreja, estavam sempre dispostos a ajudar, sempre a ver o que podiam fazer na comunidade – não só pelos filhos,” disse o padre Eduardo Morales, o pastor da família, à WFAA. "E espero que recordemos o quão generosos eram."

As suas palavras fazem eco da descrição do casal feita por Austin.

"Joe e Irma eram pessoas extraordinárias e dois dos pais mais extremosos que nós, enquanto família, conhecemos. Tinham tanto orgulho nos filhos,” disse Austin. “Não conseguimos descrever o quão amados são e a falta que sentimos deles. Em nome da família, queremos agradecer novamente.”

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados