Ursula von der Leyen diz que "vale a pena considerar" implementar mecanismo ibérico para o gás na Europa

19 out, 08:51

Presidente da Comissão Europeia diz que ainda há questões por responder sobre o preço da energia mas garante que não deixará "pedra sobre pedra"

A presidente da Comissão Europeia afirmou esta quarta-feira que "vale a pena considerar um esquema usado na Espanha e em Portugal para limitar o preço do gás usado para gerar eletricidade para implementação em toda a União Europeia".

"Realmente merece ser considerado no nível da UE. Ainda há perguntas a serem respondidas, mas não quero deixar pedra sobre pedra", afirmou von der Leyen numa reunião do Parlamento Europeu em Estrasburgo, citada pela Reuters.

No início do mês, a líder do executivo comunitário já tinha afirmado que a criação de um tecto ao preço do gás, semelhante ao que existe já em Portugal e Espanha com o mecanismo ibérico, “seria um primeiro passo no caminho para uma reforma estrutural do mercado da eletricidade”.

A Comissão Europeia propôs na terça-feira o lançamento de medidas de emergência para fazer frente ao aumento do preço do gás natural durante o inverno: em conferência de imprensa, Von der Leyen revelou que Bruxelas vai propor a compra conjunta de gás e a criação de um valor de referência ao preço do gás, afastando para já a criação de um teto ao preço da matéria-prima.

Ataques a centrais eléctricas são crimes de guerra

Ursula von der Leyen falou ainda sobre os ataques russos a centrais eléctricas e outras infraestruturas na Ucrânia, classificando-os como "atos de puro terror" que equivalem a crimes de guerra.
 
"Ontem vimos novamente os ataques direcionados da Rússia contra uma infraestrutura civil. Isso está a marcar mais um capítulo numa guerra já muito cruel. A ordem internacional é muito clara. São crimes de guerra", afirmou von der Leyen. 

A presidente da Comissão Europeia lembrou ainda que os "ataques direcionados à infraestrutura civil com o objetivo claro de cortar o acesso de homens, mulheres, crianças a água, eletricidade e aquecimento com a chegada do inverno, são atos de puro terror". 

Europa

Mais Europa

Patrocinados