Saiba que urgências vão estar condicionadas este fim de semana

Agência Lusa , FMC
22 jul, 17:34
Grávida

Vários serviços vão estar encerrados ou com limitações nos próximos dias

A Urgência de Ginecologia e Obstetrícia (UGO) do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), localizada na Unidade de Abrantes (distrito de Santarém), vai estar condicionada entre as 09:00 de sábado e as 09:00 de domingo, informou a instituição.

O CHMT esclarece que, durante este período, a UGO de Abrantes “não receberá doentes urgentes transportadas por ambulância”.

“As grávidas e utentes com patologia ginecológica urgente que se desloquem ao Serviço de Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT serão transferidas para outras unidades do SNS da região, num quadro de articulação e funcionamento em rede, que envolve o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo”, afirma.

O CHMT acrescenta que “irá garantir o transporte das utentes em ambulância, com toda a segurança e o acompanhamento de um enfermeiro especialista da instituição”.

“Durante todo o período de contingência, o Serviço de Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT será assegurado por uma equipa de profissionais de saúde, constituída por um médico obstetra, três enfermeiros especialistas, entre outros elementos (como assistentes operacionais e técnicos de diagnóstico e terapêutica), contando também com o apoio dos Serviços de Cirurgia Geral e de Anestesiologia, que prestarão cuidados de saúde circunscritos a situações de risco de vida iminente”, sublinha.

Segundo o CHMT, “esta equipa está preparada para dar resposta a situações de emergência inadiável – que incluem, por exemplo, a realização de uma cesariana de emergência, ou outra condição de risco de vida iminente, como um parto prematuro, ou uma hemorragia pós-parto”.

“Reafirma-se que o CHMT, os hospitais da região, a ARSLVT – Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, e o CODU/INEM se mantêm em estreita articulação, para garantir o normal funcionamento das urgências das maternidades da região”, conclui.

Urgência de Ortopedia de Santarém condicionada

A Urgência de Ortopedia do Hospital Distrital de Santarém (HDS) não está a receber doentes encaminhados pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) desde as 08:30 desta sexta-feira e até às 08:30 de sábado, informou a instituição.

O HDS afirma que, por falta de ortopedistas, solicitou ao CODU o encaminhamento de doentes urgentes e emergentes para as unidades da rede do Serviço Nacional de Saúde (SNS), no âmbito do mecanismo criado para "assegurar os melhores cuidados" quando há necessidade de adaptar os serviços.

As Urgências de Ginecologia e Obstetrícia (UGO) e o Bloco de Partos não enfrentam, neste momento, quaisquer condicionalismos no funcionamento, “encontrando-se no dia 23 de julho (sábado) a assegurar as referidas urgências no distrito” de Santarém, acrescenta.

Urgência de Obstetrícia de Braga volta a encerrar

A Urgência de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Braga vai voltar a encerrar entre as 08:00 de domingo e as 08:00 de segunda-feira.

A informação de novo encerramento temporário deste serviço, durante 24 horas, devido à impossibilidade de completar as escalas de médicos, consta do Portal do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e foi confirmada pela administração do hospital.

No último mês e meio, este será o nono encerramento, por um período de 24 horas, que vai afetar o Serviço de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Braga.

Nos comunicados emitidos anteriormente, a administração do hospital tem reiterado que, diariamente, envida “todos os esforços com a finalidade, sobretudo, de manter assegurada a prestação de cuidados de saúde”.

O Conselho de Administração do Hospital de Braga tem dito ainda que se encontra a trabalhar de forma articulada com outros hospitais da região, para que a resposta aos utentes seja garantida pela rede de instituições do Serviço Nacional de Saúde.

Em caso de urgência, solicita que os utentes contactem a Linha SNS 24 - 808 24 24 24 e se dirijam a um dos outros hospitais da região, nomeadamente aqueles que têm apoio da especialidade de Ginecologia e Obstetrícia, entre os quais Guimarães, Famalicão e Viana.

Em casos de maior complexidade, aconselha o Centro Hospitalar de São João, no Porto.

Relacionados

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados