UE adota "reforma histórica" das regras migratórias

Agência Lusa , IV
14 mai, 15:07
Migração na Europa (Associated Press)

O Conselho da União Europeia (UE) adotou esta terça-feira a “reforma histórica” das regras europeias para migração e asilo, dando a ‘luz verde’ final para avançar com “uma partilha justa dos encargos entre os Estados-membros”.

“O Conselho adotou esta terça-feira uma reforma histórica do sistema europeu de asilo e migração. Esta reforma estabelece um conjunto de regras que ajudarão a gerir as chegadas de forma ordenada, a criar procedimentos eficientes e uniformes e a garantir uma partilha justa dos encargos entre os Estados-membros”, indica, em comunicado, a instituição que junta os países da UE.

Ao todo, o Conselho da UE adotou 10 atos legislativos que reformam o quadro europeu de gestão do asilo e da migração. Os países têm agora dois anos para colocá-los em prática, um processo com o apoio da Comissão Europeia, que irá delinear um plano comum de assistência aos países.

O aval surge depois de, em meados de abril passado e após quatro anos de discussões, o Parlamento Europeu ter aprovado a vasta reforma da política de migração e asilo da UE, que prevê o combate à imigração em situação ilegal e uma solidariedade obrigatória entre os Estados-membros.

Previsto está o controlo reforçado das chegadas de migrantes à UE, transferências mais rápidas dos que não têm direito a asilo e um mecanismo de solidariedade obrigatório em benefício dos Estados-membros sob maior pressão migratória.

 

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados