Bulgária favorável ao início das negociações para adesão da Albânia à UE

Agência Lusa , BCE
12 abr, 19:27
Presidente da Bulgária, Rumen Radev, em conferência de imprensa, no Porto (Rui Manuel Farinha/Lusa)

A Albânia e a Macedónia do Norte cumpriram os critérios exigidos para o arranque de negociações para ingressar na UE, mas, em 2020, a Bulgária vetou o início do processo dos macedónios, alegando que não tinham honrado partes de um acordo de amizade de 2017

O presidente da República da Bulgária, que está de visita a Portugal, afirmou esta terça-feira, no Porto, apoiar “incondicionalmente” o início das negociações para a adesão da Albânia à União Europeia (UE).

“Na semana passada, o Presidente da Albânia esteve em visita à Bulgária e declarei a nossa posição, nomeadamente que apoiamos incondicionalmente o início das negociações para a adesão da Albânia à União Europeia”, disse Rumen Radev aos jornalistas numa conferência de imprensa conjunta com o homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, no âmbito de uma visita a Portugal.

A 7 de abril, o primeiro-ministro da Albânia, Edi Rama, disse que o seu país vai iniciar sozinho as negociações de adesão ao bloco comunitário, afastando uma proposta conjunta com a Macedónia do Norte.

Bulgária vetou o início do processo de adesão da Macedónia do Norte

A Albânia e a Macedónia do Norte cumpriram os critérios exigidos para o arranque de negociações para ingressar na UE, mas, em 2020, a Bulgária vetou o início do processo dos macedónios, alegando que não tinham honrado partes de um acordo de amizade de 2017, nomeadamente em relação à história e idioma compartilhados.

Como as propostas dos dois países estão vinculadas e o início das negociações de adesão requer a aprovação unânime dos 27 países da UE, o veto também impediu a Albânia de avançar.

O primeiro-ministro albanês disse agora que vai pedir a separação do processo com a Macedónia do Norte, se a Bulgária continuar a bloquear o início das negociações.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados