União Europeia promete 500 milhões de euros aos Balcãs para enfrentar crise energética

Agência Lusa , CE
26 out, 23:51
Ursula von der Leyen (AP Photo)

Ursula Von der Leyen explicou que os investimentos serão para infraestruturas energéticas

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, anunciou esta quarta-feira uma ajuda financeira de 500 milhões de euros aos países dos Balcãs Ocidentais, para enfrentar a crise energética, no arranque de uma viagem a esta região.

O montante será destinado "a toda a região” para os investimentos necessários para obter a independência no domínio da energia, sublinhou Ursula von der Leyen, sem especificar os prazos em que esta ajuda será prestada, no início de uma viagem aquela região que começou na Macedónia do Norte.

No entanto, a presidente da Comissão Europeia apontou que os investimentos serão para infraestruturas energéticas.

Este anúncio ocorre num momento em que os preços da energia estão a subir, devido à invasão russa da Ucrânia e à medida que o inverno se aproxima.

A Macedónia do Norte poderá assim, a partir de janeiro, contar com um apoio orçamental de 80 milhões de euros, especificou a presidente da Comissão Europeia.

O apoio permitira aliviar os países da região, pois a Macedónia do Norte produz apenas dois terços da eletricidade de que precisa anualmente.

"A crise energética e económica causada pela guerra na Ucrânia uniu a Europa. Somente unidos podemos enfrentar a falta de energia e alimentos", sublinhou o primeiro-ministro da Macedónia do Norte, Dimitar Kovacevski.

A Macedónia do Norte e a maioria dos países da região encontram-se em diferentes fases das suas negociações para a adesão à UE.

Apesar da duração deste processo, mais de uma década em alguns casos, a UE reiterou repetidamente que os Balcãs Ocidentais fazem parte da família europeia.

O ritmo lento de aproximação com a UE causou um aumento do euroceticismo nestes países, segundo alertam especialistas, o que abre caminho para um aumento da influência russa na região.

A visita de Von der Leyen a Skopje esta quarta-feira é a segunda visita à Macedónia do Norte este ano.

Em julho, a dirigente europeia dirigiu-se a membros do Parlamento na véspera da abertura formal das negociações de adesão à UE.

Ursula Von der Leyen também tem previsto viagens ao Kosovo, Sérvia, Montenegro e Albânia como parte de sua digressão pela região.

Europa

Mais Europa

Patrocinados