Vodafone e NOS acabam com chamadas e mensagens gratuitas para a Ucrânia

12 ago, 18:59
Telemóvel (Getty Images)

Vodafone cria "tarifa especial de 8,13 cêntimos por minuto/SMS" que entra em vigor a 15 de setembro. NOS corta serviço gratuito já no final do mês. MEO mantém tudo igual para já.

As chamadas e mensagens para a Ucrânia vão deixar de ser gratuitas já no próximo mês para os clientes da Vodafone e da NOS.

A empresa de comunicações Vodafone confirmou à CNN Portugal que procedeu esta sexta-feira ao envio desta informação para todos os clientes. "As comunicações internacionais para a Ucrânia deixarão de ser gratuitas a partir de 15 de setembro. A partir deste dia poderá continuar a usufruir de uma tarifa especial de 8,13 cêntimos por minuto/SMS (s/IVA) para a Ucrânia", lê-se na mensagem.

No mesmo sentido, a NOS também confirmou à CNN Portugal que oferecia este serviço aos clientes desde o início do conflito na Ucrânia, mas que o mesmo irá terminar já no próximo dia 31.

"Os clientes com pacotes móveis ou fixos têm chamadas gratuitas para a Ucrânia, mas só até 31 de agosto. A partir desse dia, deixam de ter acesso gratuito", adiantou fonte daquela operadora. Apesar desta informação, a NOS ainda não enviou qualquer informação aos clientes para o fim da gratuitidade deste serviço.

Pelo contrário, a MEO garantiu não ter data prevista para cessar o serviço de chamadas gratuitas para a Ucrânia, que mantém desde o dia 26 de fevereiro, revelou fonte oficial da operadora. "As chamadas com origem da rede móvel MEO são gratuitas para a Ucrânia até 200 minutos por mês", esclarece a operadora.

Tecnologia

Mais Tecnologia

Patrocinados