Twitter responde a Elon Musk: "Estamos comprometidos em fechar o acordo e planeamos avançar com uma ação legal"

9 jul, 09:23
Elon Musk e o Twitter (Getty Images)

A empresa reage assim de forma categórica ao pedido de Elon Musk, que estava a tentar adquirir a rede social desde abril, e cujo valor da aquisição rondava os 44 mil milhões de dólares (cerca de 43 mil milhões de euros)

O conselho de administração do Twitter já reagiu ao pedido de Elon Musk para terminar o acordo para a aquisição da empresa, garantindo que está "comprometido" em fechar o acordo firmado com o homem mais rico do mundo, nem que tenha de avançar com uma ação legal para esse efeito.

"O conselho do Twitter está comprometido em fechar o acordo para a transação no preço e nos termos acordados com o senhor Musk, e planeia avançar com uma ação legal para fazer cumprir este acordo de fusão", anunciou o presidente do Conselho do Twitter, Bret Taylor, admitindo estar "confiante" de que a posição da empresa "irá prevalecer" no Tribunal da Chancelaria de Delaware.

A empresa reage assim de forma categórica ao pedido de Elon Musk, que estava a tentar adquirir a rede social desde abril, e cujo valor da aquisição rondava os 44 mil milhões de dólares (cerca de 43 mil milhões de euros). Segundo o comunicado enviado à Comissão de Segurança e Câmbio dos Estados Unidos, em causa está o facto de a rede social não ter dado mais informações sobre as contas falsas.

Numa carta enviada à rede social, os juristas acusam o Twitter de ter "falhado ou recusado" a entrega de informação que ajudaria Elon Musk e a sua equipa a ter uma certificação de quantas contas falsas existiriam na verdade.

"Por vezes, o Twitter ignorou os pedidos do senhor Musk, outras rejeitou-os por razões que não parecem ter justificação, e outras disse que ia cumprir enquanto dava ao senhor Musk informação incompleta e inútil", pode ler-se na carta citada pelo The Washington Post. O Twitter abordou a questão várias vezes, começando por dizer que seriam cerca de 5% dos utilizadores, para depois abrir mesmo os seus servidores ao investidor, o que acabou por não chegar.

Relacionados

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados