Sem deixar que "preconceitos afetem relação". A reação da Turquia às polémicas declarações de Ventura

20 mai, 20:15

Presidente da República não quis comentar e a Embaixada turca em Lisboa também não, mas deixou uma pequenina nota entrelinhas

"Os turcos não são propriamente conhecidos por ser o povo mais trabalhador do mundo". Foi desta forma que André Ventura lançou a mais recente polémica da política portuguesa, arrastando para o caso o presidente da Assembleia da República, José Pedro Aguiar-Branco, que defendeu a liberdade para a utilização deste tipo de expressões.

"O deputado tem liberdade de expressão para se exprimir", disse a segunda figura da Nação, motivando várias críticas por parte da esquerda e levando o próprio José Pedro Aguiar-Branco a pedir que sejam ouvidos antigos juízes para se perceber se devem ou não existir linhas vermelhas.

Quem ficou a ver foi o Presidente da República, o mesmo que há um mês sugeriu que António Costa era "lento" por ser oriental. Instado a comentar o caso, Marcelo Rebelo de Sousa disse apenas que observou e viu, mas não comenta.

Uma posição semelhante à da Embaixada da Turquia em Lisboa, ainda que a reação tenha deixado uma pequena nota.

Em resposta à CNN Portugal, a diplomacia turca referiu que "a Turquia e Portugal mantêm excelentes relações, nunca deixando que preconceitos afetem esta relação, pois sempre se baseou no respeito mútuo".

Uma pequena nota que surgiu no mesmo comunicado em que a embaixada sublinhou que não iria comentar tais declarações.

Para já a esquerda fica a falar sozinha, o Presidente da República não comenta e o presidente da Assembleia da República quer ouvir especialistas para perceber como deve ser o protocolo.

 

Política

Mais Política

Patrocinados