Explosão no centro de Istambul provoca pelo menos seis mortos e 81 feridos

CNN Portugal , MJC/RL - atualizada às 18:30
13 nov, 13:59

A explosão aconteceu por voltas 16:20 horas locais numa rua pedonal, no centro da capital turca. Erdogan afirma que tudo aponta para terrorismo e já condenou publicamente o "ataque vil"

Uma explosão numa das principais ruas turísticas do centro de Istambul, na Turquia, provocou este domingo pelo menos seis mortos e mais de 80 feridos. 

Segundo a imprensa local, a explosão ocorreu cerca das 16:20 locais (13:20 em Portugal Continental) na avenida Istiklal, uma zona comercial muito movimentada no centro da capital turca, e provocou o pânico entre os transeuntes. 

As autoridades turcas ainda não confirmaram as causas da explosão, mas o presidente já fala em "terrorismo". Nas imagens difundidas nas redes sociais, ouve-se o momento da explosão, acompanhado por chamas e desencadeando imediatamente um movimento de pânico. Uma grande nuvem negra também é visível nestas imagens, assim como vários corpos no chão nas proximidades. Outras imagens mostram ambulâncias, carros de bombeiros e da polícia no local.

As ruas no centro da cidade foram encerradas de imediato e a polícia está no local.

MNE sem registo de portugueses entre as vítimas

Contactada pela CNN Portugal, a Secretaria de Estado das Comunidades informou que até ao momento não há registo de portugueses entre as vítimas da explosão em Istambul, mas garante que a embaixada em Ancara está a acompanhar a situação.

O Conselho Supremo de Rádio e Televisão, órgão que vigia os órgãos de comunicação social na Turquia, impôs uma proibição temporária de relatos sobre a explosão – uma medida que impede as emissoras de exibir vídeos do momento da explosão ou das suas consequências.

"Cheira a terrorismo", afirma Erdoğan

O presidente da Turquia, Tayyip Erdoğan, já condenou publicamente o "ataque vil" que provocou seis mortes no centro de Istambul, afirmando que os primeiros dados apontam para "ataque terrorista".

"Os esforços para derrotar a Turquia e o povo turco através do terrorismo falharam hoje, assim como já falhou no passado e como falharão no novamente no futuro. O nosso povo pode ter certeza de que os culpados por detrás do ataque serão punidos como merecem", afirmou o presidente turco, acrescentando que a informação inicial sugeria que "uma mulher desempenhou um papel" no incidente.

"Seria errado dizer que este é, sem dúvida, uma ataque terrorista, mas os desenvolvimentos iniciais e as informações do meu governador é que cheira a terrorismo", disse Erdogan.

A Turquia foi atingida por uma série de atentados mortais entre 2015 e 2017 cometidos pelo grupo Estado Islâmico e grupos curdos.

Nesse período, a Avenida Istiklal foi atingida por um ataque reivindicado pelo grupo Estado Islâmico, que matou quase 500 pessoas e feriu mais de 2.000.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados