Ucrânia tentou desviar bombardeiro supersónico russo

8 jul, 17:02
Tupolev Tu-22M3 (Getty)

Rússia diz ter frustrado tentativa dos serviços secretos ucranianos de conseguir um Tupolev Tu-22M3

Os serviços secretos da Rússia (FSB) dizem ter frustrado um golpe da Ucrânia, que terá tentado subornar um piloto russo e sequestrar um bombardeiro supersónico, o Tupolev Tu-22M3.

"Os serviços secretos ucranianos pretendiam recrutar um piloto militar russo a troco de uma recompensa monetária e da concessão de cidadania italiana, para o persuadir a pilotar e aterrar um porta-mísseis na Ucrânia", afirmou o FSB, Serviço Federal de Segurança da Rússia, citado pela agência noticiosa Reuters.

Os contornos da operação são, no entanto, pouco claros, desconhecendo-se também o que aconteceu ao piloto e se ele estaria na Ucrânia. De acordo com o FSB, os agentes russos obtiveram informações sobre o alegado plano, tendo atacado o aeródromo de Ozerne, em Zhytomyr, sendo esta a única informação avançada.

A Ucrânia não comentou até ao momento a alegada tentativa de sequestro do bombardeiro.

A região de Zhytomyr esteve sob alerta de ataque aéreo na madrugada desta segunda-feira, tendo havido relatos de explosões, segundo testemunhos divulgados no Telegram, num dia em que as forças russas atacaram a Ucrânia como há muito não se via desde o início da guerra.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados