Macau emite sinal 1 para ciclone tropical severo Rai

Agência Lusa , AM
20 dez 2021, 06:43
Tufão Rai aproxima-se das Filipinas (EPA/ROLEX DELA PENA)
Tufão Rai aproxima-se das Filipinas (EPA/ROLEX DELA PENA)

É a primeira vez desde 1974 que este alerta é içado

PUB

Os Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) de Macau emitiram o sinal 1 de alerta de tempestade tropical devido à aproximação do ciclone tropical severo Rai.

Esta é a primeira vez desde 1974 que é içado, em dezembro, um sinal de tempestade tropical no território. O Rai ocorre particularmente tarde para a habitual época em que a maioria das tempestades tropicais se formam no oceano Pacífico, entre julho e outubro.

PUB

Depois de ter causado mais de 200 mortos nas Filipinas e deixado um rasto de destruição nas zonas centro e sul do país, por onde passou entre quinta-feira e sexta-feira, "o Rai enfraqueceu" de supertufão para "um ciclone tropical severo e está a deslocar-se progressivamente para nordeste", indicaram os SMG, em comunicado.

Na terça-feira, a tempestade deverá atingir o ponto mais próximo do território, "a cerca de 200 quilómetros a sul de Macau", acrescentaram.

De acordo com aqueles serviços, existe uma probabilidade "relativamente alta a moderada" de içar o sinal de alerta número 3 esta noite, prevendo ainda que "as bandas de chuva associadas" afetem Macau hoje e na terça-feira, com aguaceiros "mais frequentes e contínuos na região".

PUB
PUB
PUB

Devido à maré astronómica em combinação com o efeito de “Storm Surge” e aguaceiros fortes, "podem ocorrer inundações em zonas baixas", esta noite, alertaram.

A escala de alerta de tempestades tropicais é formada pelos sinais 1, 3, 8, 9 e 10, emitidos tendo em conta a proximidade da tempestade e a intensidade dos ventos.

Em setembro de 2018, a passagem do tufão Mangkhut por Macau causou 40 feridos.

Um ano antes, em agosto, o tufão Hato, posteriormente denominado de Yamaneko pelas autoridades locais, tinha causado dez mortos e 240 feridos.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados