PCP questiona Governo sobre salários em atraso dos trabalhadores que fazem limpeza na CP

Agência Lusa , BCE
3 mar, 11:09
Comboios

Os comunistas alegam que a empresa também “não fornece fardamento necessários aos trabalhadores" e “impõe alterações ao local e horário de trabalho, sem ouvir os trabalhadores como determina a lei”

O grupo parlamentar do PCP questionou o Governo sobre os motivos para os atrasos no pagamento dos salários dos trabalhadores da ILUSO, que fazem os serviços de limpeza à CP, e quando será corrigida a situação.

Numa pergunta dirigida ao ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, entregue quarta-feira no parlamento, o PCP afirma que a ILUSO ainda não pagou os salários aos trabalhadores.

Os comunistas alegam que a empresa também “não fornece fardamento necessários aos trabalhadores (apenas uma t-shirt e um colete)” e “impõe alterações ao local e horário de trabalho, sem ouvir os trabalhadores como determina a lei”.

Por isso, o partido questionou a tutela sobre o motivo pelo qual o pagamento dos salários destes trabalhadores continua atrasado e se o Governo tem “alguma informação relativamente ao momento em que serão pagos”.

“O Governo tem conhecimentos dos atropelos referidos, para além do salário em atraso por parte da ILUSO?”, perguntou o PCP.

A bancada comunista disse que Pedro Nuno Santos afirmou em outubro de 2021, durante uma audição na Assembleia da República, que era possível estudar a hipótese de contratação de trabalhadores da limpeza por parte da CP.

O partido quer também saber se “já foi feita uma avaliação quanto à contratação dos trabalhadores por parte da CP e da IP” e quais foram as conclusões.

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados